quinta-feira, 31 de março de 2011


Para não esquecer de onde eu vim!



Um mês de abdominoplastia 17/11/2007
Muito inchada e sem formas!



Fazendo arte!!

Seroma

Eu normalmente gosto de falar de situações que eu vivi. Mas graças a Deus não passei pelo seroma. mas tenho conversado muito com meninas que tiveram, então vou deixar aqui o que eu entendi sobre o seroma.
O que eu pude perceber é que ele costuma aparecer logo nas primeiras semanas após a cirurgia. Normalmente em cirurgias que houve o descolamento de pele,tipo abdominoplastia e proteses de silicone, mas pode acontecer em pequenas cirurgias também e na lipoaspiração. As meninas dizem que tem cor avermelhado o liquido, que é tirado atravez de punção e com drenagem linfatica. Nos seios tem a sensação de barriga cheia de agua, que fica fazendo barulho, dizem q não doi, mas incomoda o barulho.Pode-se ter febre!
Eu acredito que o uso do dreno ajuda muito a previnir o seroma, eu usei o dreno por 5 dias após a cirurgia!
Os drenos são utilizados para que as secreções que possam se formar após a cirurgia possam fluir para o exterior, do contrário elas se acumulariam e poderiam infectar ou causar outros tipos de problema.

PEGUEI NA INTERNET

O seroma é uma coleção líquida com o aspecto e composição semelhante ao plasma, que pode se acumular em espaços abaixo da pele no pós-operatório de cirurgias. Embora contenha menos oxigênio, menos alfa e gamaglobulina e maior quantidade de radicais ácidos, se desenvolve na espessura do tecido subcutâneo determinando um abaulamento e flutuação local. Sua formação se dá através do extravazamento de plasma ou linfa. O seroma e diferente do hematoma, porque este último é constituído em sua maior parte de células vermelhas; mas pode estar associado a ele.
É isso ai amores!!

2 semanas de pós do reparo



quarta-feira, 30 de março de 2011

Adoro receber recadinhos de vocês meninas!! Adorooo

Amanhã um papo sobre seroma!!

7 dias de pós

Como ter uma boa noite de sono após a cirurgia!!


Ter uma boa noite de sono depois de operar é possível? É possivel sim!!
Mesmo com aquelas dores nas costas que são frequentes. Eu desde a minha primeira cirurgia eu comprei este triângulo, que no caso da abdominoplastia eu usava embaixo das pernas, para manter o ângulo necessário para não esticar a cicatriz. Ele estabiliza bem a colunba. No caso dos seios eu usei nas costas, porque ele te da estabilidade e angulo, já que nos primeiros dias sentimos um peso no peito, e até falta de ar, ele te deixa empezinha!! Como ele te deixa empezinha você também não precisa forçar os braços ao levantar!
Resumindo este triãngulo é tudo de bom!! Ponha ele na sua lista de compras, ele custa em média 60,00!
Beijos gatas!

Olha o calombo na altura do estômago!!

Assim que sai do centro cirurgico

domingo, 27 de março de 2011

7 dias de pós

No dia do retoque eu estava assim!!

Minha cicatriz antes do reparo!!

Os meus 260ml Perthese Perfil Alto

Minha cicatriz antes do reparo!!

Amigas, ontem abusei um pouco, e hoje estou com muita dor de cabeça e no corpo, até meus seios que ainda tinham doido, estão doendo!! Não recomendo abusar com 10 dias de pós!!

sábado, 26 de março de 2011

Meninas deixem aqui suas experiências com cicatriz!

Resolvi falar de cicatriz, poque isso é um dos principais medos que nós temos quando pensamos em fazer uma cirurgia plástica. Eu descobri que tinha problemas de cicatrização quando fiz a minha primeira cesárea. Minha cicatriz ficou tão larga e grossa, que parecia uma taturana, marcava até no biquine. Tinha muita vergonha dela. Ai fiz a minha segunda cesárea, o médico disse que ia tirar toda ela e que ia a próxima ia ficar bonita. Não foi isso o que aconteceu, ficou igualzinha a primeira, mesmo eu usando pomadas e fitas. Mais uma cesárea e a mesma coisa. Ai quando procurei meu médico para fazer a abdominoplastia foi uma das coisas que falamos por muitas consultas. Ele me disse que tinham muitos tratamentos para cicatriz, que minha cicatriz se não ficasse linda, ficaria pelo menos aceitável! Fiz a cirurgia e a cicatriz estava indo bem ate o 3º mês, quando bem no centro, onde tinham sido as cesáreas começou a alargar, mais ou menos uns 5cm. No retorno ele viu e me indicou a placa de silicone, comprei na época a da Silimed, paguei 120,00. Usei a placa por 3 meses e ela barrou a progressão da cicatriz no meio e nas laterais ela ficou imperceptivel,uhuuuu!!! 
No ponto de tinha ficado altinha eu apliquei a Theracort(3 ampolas), a cicatriz abaixou mas deu uma alargadinha e ficou bem clarinha!!
Mas sempre quiz saber qual era o tipo de cicatriz que eu tinha: Hipertrófica ou Quelóide.
Ai nas minhas buscas eu achei essa definição:Na verdade, o quelóide é uma cicatriz hipertrófica que não respondeu ao tratamento ao longo de um ano.
E outra coisa que eu achei bem interessante foi isso que o Drauzio Varela falou uma vez:Pessoas negras têm tendência a cicatrizar pior, mas não é só o tipo de pele que pesa. A idade, o tipo de trauma e a fase hormonal também influem. Por exemplo, a incidência de cicatrizes importantes é evidente na puberdade ou na gravidez. A cicatriz numa mulher grávida produz cicatriz pior do que numa não! Acho que foi por isso que a minha cicatriz da plástica ficou melhor, estava longe da puberdade(que pena,rsr) e da gravidez.
Logo posto fotos da minha cicatriz antes desse reparo!!!
Bjs e continuem aqui!!!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Amanhã quero falar um pouco sobre cicatriz, e minha experiência com a cicatriz hipertrófica!

No dia do retoque

Cheguei no hospital as 7h da manhã, levei meus exames, meias antitrombo,placas de contenção, produtos de higiene pessoal, chinelos, roupa com botões para a saída, contrabando(bolinhos e bolachas) mas não façam isso e a cinta eu peguei la mesmo.
Subi para o quarto as 7:45 , o Dr. Wiliam chegou as 08:20, recebi ele com um mega sorriso, ele disse pro meu marido: Ela parece que está esperando para ir pra Disney,rsrs. Eu disse: Quem tem que se preocupar é você não eu, eu confio em Deus e em você, me marcou, falamos mais uma vez sobre os procedimentos e ele saiu para o CC. Veio a enfermeira e me deu a sedação no bumbum desta vez, porque sempre estoura minhas veias, ai pedi para não ser furada acordada. Acabei indo pro CC acordada, algo que numca tinha acontecido, o Dr. Wiliam prefere que adormeça no quarto, porque o CC sempre deixa as pacientes nervosas. Quando acordei já estava na recuperação e reclando de dor, não sei onde, mas me deram remédio. Cheguei no quarto era 15:30, demorou muito minha cirurgia. Quando o Dr. passou para a visita que me falou que demorou porque encontrou um músculo reto abdominal com uma fraqueza severa, a camada de músculo que se costuma amarrar, estava fina como uma folha, ele tentava dar os pontos e os pontos rasgavam, ai ele teve que pegar 2 camadas de músculo para conseguir costurar.
Passei a noite super bem no hospital, isso porque tomei a anestesia geral, que não me deu reação nenhuma, diferente de quando eu tomo a peridural. Vim pra casa amarrada,turbinada, linda e feliz!!

Meninas estou devendo fotos, meu pc está em manutenção. Logo postarei!

Então... Sobre o retoque!!

Quando fiz minha abdominoplastia em 2007, demorei exatos 1 ano pra desinchar e ficar com o resultado legal, barriga chapada, que era meu sonho!!Comecei a malhar pesado o abdomem, pesado mesmo! Depois que conheci o Pilates, me viciei, porque o Pilates define o abdomem!!
Curti bastante minha barriga chapadinha!Só blusinhas coladas! Delicia!
Foi no período do meu pós operátorio do silicone que descobri que minha plicatura(amarração dos músculos) tinha rompido. Não senti dor nenhuma, foi uma coisa visual, simplesmente me apareceu um calombo na altura do meu estômago muito estranho. Ai numa consulta falei com meu médico que estava estranhando aquele calombo ali, ai ele veio examinar e disse: ROMPEU!!! Como assim? Meu Deus! Vamos ter que abrir e refazer tudo! Mas porque isso aconteceu? Pensamos em duas hipóteses: Algum abuso no pós operátorio ou fraqueza muscular. Mas pra saber só abrindo mesmo! Ai meu médico me pediu pra emagrecer 3 quilos(ai que dureza) pra que ele tivesse mais espaço pra apertar meu músculo. Fiz a dieta e eliminei os tals 3 quilos! Como tenho tendência a cicatriz hipertrófica, minhas cicatrizes dos seios alargaram depois do 4º mês de cirurgia, ai resolvi retocar as cicatrizes também!
No geral tinha gostado dos meus seios com 260 ml de silicone Perthese, mas não fiquei com o colo que esperava, na verdade meu médico fez exatamente o que pedi: Quero seios naturais, que ninguém diga que tem silicone aqui!! Mas passado os meses vi que não soube me expressar para o meu médico. Ai conversei com ele, disse da minha leve insatisfação, ele como sempre quer deixar suas pacientes 100% satisfeitas, me aconselhou a aumentar as proteses no dia de reparar as cicatrizes dos seios e a plicatura. 
Foi ai que veio a minha inquietação, não queria seios grandes e sim recheados. Ele me indicou 320 e 345ml para corrigir a assimetria que ainda tinha ficado!
Ai com a ajuda das minhas amigas do fake(http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=989859184332911392) decidi aumentar sim! Marquei a cirurgia para o dia 17 de março de 2011.
Ocorreu tudo bem, estou totalmente sem dor e MEGA FELIZ!!

quinta-feira, 24 de março de 2011

A partir de amanhã dia a dia do meu retoque e aumento das protéses

Colocação de proteses mamárias

Minhas dúvidas

Estava me lembrando de quando resolvi fazer a minha primeira cirurgia plástica, e do monte de dúvidas que vieram na minha cabeça em questão de segundos. Vou colocar aqui algumas delas  já respondidas!


- Posso usar meu plano de saúde para minha cirurgia plástica? 
A grande maioria dos planos de saúde já expressa em seus contratos que não assume estes procedimentos, e assim a resposta é não.

- Por que preciso de avaliação inicial? 
A idéia que você tem do que precisa ser feito só pode ser confirmada pela experiência clínica e cirúrgica de seu cirurgião plástico. Juntos vocês decidirão os caminhos.

- Por que preciso de exames laboratoriais?
O estado de sua aparência, você mesmo pode ver e seu médico pode avaliar, porém, seu estado de saúde só é realmente revelado pelos exames laboratoriais, portanto é para sua segurança e resultados com melhor precisão.

- Se eu tiver problemas de saúde, ainda assim posso fazer cirurgia?
Quase sempre existem tratamentos que podem corrigir os índices de anormalidade que se apresentarem e você tendo seguido as orientações, poderá se candidatar a cirurgias.

- Com peso acima do limite, como posso ser operado?
Você será aconselhado por especialistas para que seu limite venha para uma faixa aceitável sem riscos para sua saúde e para o resultado da cirurgia.

- Qualquer médico pode realizar uma cirurgia plástica? 
Os médicos especialistas e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica são os indicados para que você tenha cirurgias bem planejadas e com resultados confiáveis. 

- A cirurgia me deixará com cicatrizes?
Toda cirurgia precisa de um acesso que é feito através de um corte. O resultado de todo corte é sempre uma cicatriz. O cirurgião plástico é treinado exatamente para esconder essa cicatriz. Características da pele e cuidados pós-operatórios podem evitar cicatrizes evidentes.

- As estrias na minha barriga podem desaparecer?
Durante um cirurgia de Abdominoplastia (Dermolipectomia) pode-se retirar toda a pele comprometida com estrias que estiver abaixo do umbigo.

- Corro algum risco ao fazer minha cirurgia plástica?
Cirurgias de qualquer natureza, independentes do seu tamanho, sempre envolvem algum risco os avanços da tecnologia, da medicina e dos agentes anestésicos reduzem drasticamente esse risco. Durante a cirurgia você será monitorado e todas as suas funções vitais estarão sob controle.

- Posso realizar várias cirurgias plásticas ao mesmo tempo?
Naturalmente que sim! Se seus exames pré-operatórios estiverem bem e seu médico assim indicar, fique tranqüila(o).

 Terei assistência depois da cirurgia?
Sim, o seu médico lhe dará toda assistência necessária para que você tenha sucesso no seu pós-operatório

Encapsulamento de silicone


Turbinar o peito é o desejo de muitas mulheres. Se olhar no espelho e encher aquele vestido oubiquíni com o que a natureza não deu, pode potencializar a auto-estima, mas às vezes o organismo rejeita o tão sonhado silicone.

Um dos problemas é o encapsulamento daprótese, que ocorre devido a um comportamento reacional exacerbado do organismo. O cirurgião plástico Wandler de Pádua, de Brasília, explica que o problema é uma “retração exagerada da cápsula fibrosa (cicatriz interna) que se forma ao redor da prótese, determinando diferentes graus de endurecimento”.
E aí o problema são as dores fortes e a deformidade - nada da tão sonhada forma redondinha. O que acontece é que o organismo envolve o corpo estranho, como um envelope, causando uma contração na prótese. Quando a contração é mínima, não há problema. Mas às vezes ela é grave e leva à então deformação estética.
Maria Paula Tanaka, cirurgiã plástica do Centro Especializado em Cirurgias Minimamente Invasiva, de São Paulo, explica que o aparecimento da contratura pode ocorrer em qualquer época, mas é mais frequente entre o 4º e o 8º mês pós-operatório.
O índice desse problema é baixo e as próteses mais modernas atualmente apresentam contratura capsular em torno de 1%. Mas se isso acontecer, o implante de silicone deverá ser retirado ou trocado por outro do mesmo tipo ou similar. “Quando o grau da contratura capsular causa dor e endurecimento razoáveis, a troca ou retirada se faz necessária para aliviar o desconforto da paciente. Nos casos mais suaves, é possível o tratamento com corticóides e vitamina E”, explica Maria Paula. De qualquer forma, apesar do tratamento, existe ainda uma parcela de pacientes que terá reincidência da contratura capsular. Infecções, extrusões, hematomas e deslocamentos são outras situações em que a retirada da prótese se faz imprescindível.

Maria diz que o tipo de material também pode influenciar nos problemas com a prótese. “As de superfície lisa estão associadas a uma incidência maior de contratura capsular do que as de superfície texturizadas”.
Com tanto avanço tecnológico, os médicos acreditam que a troca de prótese se dará, no futuro, mais pela necessidade de correção da flacidez do que por deformidades ou doenças provocadas pela prótese em si. Teoricamente, uma prótese atual pode ficar no corpo de uma mulher por mais de uma década, sem problema algum.

Índice de Adiposidade Corporal (IAC).


usando o novo índice de gordura

Edição do dia 24/03/2011
24/03/2011 07h13 – Atualizado em 24/03/2011 07h13

Saiba se você está acima do peso usando o novo índice de gordura

Um novo sistema mede o índice de gordura e indica se estamos ou não acima do peso: é o Índice de Adiposidade Corporal (IAC).

Um novo sistema mede o índice de gordura e indica se estamos ou não acima do peso: é o Índice de Adiposidade Corporal (IAC). Para fazer o cálculo, basta usar a seguinte fórmula:
IAC: [Quadril / (altura x √altura)] – 18
Ou seja, calcule a raiz quadrada da sua altura e a multiplique pela sua altura real. Divida a medida do seu quadril pelo resultado da conta que você obteve. Do resultado final, subtraia 18. Você terá a pontuação.
Pela tabela do IAC, o índice de gordura saudável para mulheres vai de 21 a 32 pontos; de 33 a 38, está acima do peso; e acima de 38 pontos já é obesidade.
Os homens têm peso normal na contagem entre 8 e 20 pontos; de 21 a 25 estão acima do peso; e com mais de 25 pontos estão na faixa da obesidade

Sobre a mamoplastia de aumento


A mastoplastia de aumento, ou inclusão de implantes mamários, é indicada para mulheres que desejam aumentar o volume de suas mamas. Se necessário, este procedimento pode ser realizado em conjunto com a mastopexia, ou remoção da flacidez de pele local.
É uma cirurgia que praticamente não deixa cicatrizes, pois as incisões podem ser posicionadas nos sulcos abaixo das mamas ( infra-mamária ), no contorno inferior das aréolas ( peri-areolar) ou nas axilas ( axilar ), dependendo do tipo de mama de cada paciente. Neste procedimento são utilizados implantes mamários de silicone gel, que são colocados logo abaixo do tecido glandular mamário, proporcionando um aspecto muito natural, e não alterando a fisiologia mamária, isto é, possibilitando que a paciente possa amamentar, caso engravide após a cirurgia.
O implante de silicone geralmente é bem tolerado pelo organismo. Um número reduzido de pacientes ( 3% ), porém, apresenta reaçao imprevisível ao implante em uma ou em ambas as mamas. Verifica-se nesses casos uma retração da cápsula que o próprio organismo cria ao redor do implante mamário. A maioria dos casos de retração é solucionada com tratamento medicamentoso.
É importante ressaltar que a inclusão de implantes mamários não causa inconveniente durante a investigação de patologias mamárias, geralmente realizada por meio de exame físico, ultra-sonografia e mamografia.


Pós-operatório

O pós-operatório geralmente é indolor, principalmente quando seguidas as orientações médicas de repouso domiciliar na primeira semana, de evitar a movimentação excessiva dos braços durante os primeiros 15 dias, e o uso regular do sutiã.
O retorno às atividades normais é permitido após os primeiros 15 dias, quando os pontos são removidos. Exercícios físicos e exposição moderada ao sol são permitidos após o 2º mês. Esse procedimento geralmente tem duração de 2 horas e é realizado sob anestesia local e sedação. O tempo de internação é de 12 à 24 horas.

Sobre a mamoplastia redutora


Mastoplastia Redutora 
A mastoplastia redutora é a cirurgia utilizada para a redução do excesso de pele, tecido glandular e gordura das mamas, proporcionando uma harmonia estética ao seu tipo físico, no que se refere a tamanho, forma e posição.
Este tipo de cirurgia encontra-se indicada em casos de mamas muito grandes, que com o passar do tempo apresentam ptose, causando distúrbio de postura e dores na coluna. Em alguns casos pode ser recomendada como recurso complementar no tratamento profilático de algumas doenças da mama. Esse procedimento cirúrgico geralmente é realizado a partir dos 16 anos.
Existem várias técnicas que podem ser utilizadas na mastoplastia redutora, e a escolha de uma delas varia de acordo com o volume mamário e do grau de flacidez de pele encontrados durante o exame físico. É importante salientar que discretas assimetrias são freqüentes, sendo apresentada por 95% das mulheres que nunca se submeteram à mastoplastia redutora.

Pós-operatório

O pós-operatório geralmente é indolor, desde que sejam seguidas todas as orientações médicas.
Recomenda-se repouso até o 7º dia. Há restrições quanto à movimentação excessiva dos braços até o 7º ou 15º dia, quando os pontos são retirados. A exposição ao sol só é liberada à partir do 2º mês e a prática de exercícios físicos que envolvam os braços ou o tórax, após o 3º mês.O resultado já pode ser percebido nos primeiros 30 dias, porém as mamas atingem seu aspecto definitivo à partir do 6°mês.
A anestesia geralmente utilizada nos casos de mastoplastia redutora é a anestesia geral, e a duração varia de acordo com o tipo de mama, durando geralmente entre de 3 e 4 horas. O período de internação é de 24 horas

Sobre a lipoaspiração

Lipoaspiração
A lipoaspiração tem como objetivo melhorar o contorno corporal, porém, é importante lembrar que a lipoaspiração não deve ser confundida com um método de emagrecimento.
A lipoaspiração é o procedimento cirúrgico indicado para eliminar a gordura geneticamente localizada em regiões específicas do corpo, que não é eliminada com dietas, exercícios físicos ou massagens. É indicada para pacientes que possuem boa elasticidade da pele e consistência adequada de tecido celular subcutâneo. Geralmente é realizada em pacientes acima de 16 anos.
A cirurgia inicia-se com microincisões na pele, geralmente em locais pouco aparentes. Por onde são introduzidas cânulas finas, conectadas a um aparelho especial, o microaire, que faz com que as mesmas vibrem, dissolvendo a gordura, e a um aspirador à vácuo, que aspira a gordura já dissolvida. A quantidade de gordura a ser extraída depende da necessidade de cada paciente, não ultrapassando o limite de 5% do peso corporal. Se houver a necessidade de remoção de volume maior de gordura, outras etapas cirúrgicas podem ser programadas, a fim de se obter o resultado definitivo.É um procedimento cirúrgico que praticamente não deixa cicatrizes e pode ser realizado em diversas áreas do corpo, apresentando, porém, melhores resultados nas regiões laterais das coxas (culotes), regiões internas das coxas, região submentoniana (abaixo do queixo), região anterior do abdome e região lateral do abdome (flancos).

Pós-operatório

Recomenda-se repouso relativo nos primeiros 5 dias após a cirurgia para evitar a dor. É comum o aparecimento de edema e de equimose, que geralmente desaparecem até a 4ª semana, com drenagem linfática e o uso de modelador elástico (cinta), regularmente por 30 dias e em horários alternados após este período, até o 2º mês. A exposição ao sol é permitida após o desaparecimento das equimoses, juntamente com revisão e orientação médica. Normalmente os exercícios físicos são liberados após 30 dias.Os resultados da lipoaspiração começam a ser verificados após 30 dias, quando há regressão considerável do edema. Os resultados definitivos são alcançados após o 3º mês.
A anestesia a ser utilizada depende das regiões a serem lipoaspiradas, podendo variar desde anestesia peridural (mais comum), à anestesia geral. O tempo do procedimento cirúrgico depende das áreas a serem lipoaspiradas, variando normalmente de 2 à 3 horas. Os pontos são removidos geralmente entre o 7º e 15º dia e o período de internação é de 24 hora

Sobre a abdominoplastia


Abdominoplastia
A abdominoplastia é a cirurgia indicada para pacientes que apresentam flacidez de pele e excesso de gordura abdominal, principalmente na região abaixo do umbigo. Este tipo de cirurgia está indicado especialmente em mulheres que tiveram filhos, pois a gestação, além de distender a pele e os músculos abdominais, promove um acúmulo de gordura desta região, que geralmente não é eliminado com dietas ou exercícios físicos.
É um procedimento cirúrgico que geralmente é iniciado com uma lipoaspiração para remover a gordura localizada no abdome e flancos, melhorando o contorno da cintura. Logo após a lipoaspiração, fazemos uma incisão arqueada, acima dos pelos pubianos. Realiza-se, então, o tratamento da musculatura reto abdominal, que auxilia no modelamento da cintura. O umbigo não é removido, apenas remodelado para fins estéticos.
Pós-operatório
Nos primeiros dias são comuns o edema e a insensibilidade relativa em algumas áreas, que são aliviados com o uso regular de cinta elástica e as drenagens linfáticas pós-operatórias. É necessário que o paciente faça repouso durante primeira semana.Recomenda-se o uso contínuo da cinta por um período de 30 dias, e após esse período, alternadamente ( durante o dia ou durante a noite ) durante mais 30 dias. Recomendamos também que os pacientes não dirijam por um período de 40 dias. Os pacientes podem iniciar caminhadas, exercícios físicos e exposição direta ao sol, à partir do 2º mês.
Os resultados definitivos da abdominoplastia são observados à partir do 6º mês. Os pontos são retirados geralmente do 7º ao 15º dia. A anestesia utilizada com maior freqüência é a anestesia peridural, e o tempo de cirurgia geralmente é de 3 horas. O tempo de internação é de 24 horas.
É fundamental que as recomendações médicas sejam seguidas no pós-operatório.

Fotos do meu ensaio sensual!! Quando a gente se gosta começa a fazer artes,rsrs


Seios com 4 meses de silicone e 3 anos de abdomem!!


Depois de 3 anos que havia feito o abdomem, resolvi dar uma turbinada nos seios, porque depois de tanto emagrecer, eles ficaram tristinhos.
Em 31 de julho de 2010, fiz mastopexia com proteses de silicone de 260ml marca Perthese.
ANTES DA CIRURGIA: 75 QUILOS
HOJE: 68 QUILOS
MINIABDOMEM+LIPO
EM 17 DE OUTUBRO DE 2007
MEU MÉDICO DR. WILIAM SALIBA JR.
ATENDE EM SANTO ANDRÉ/SP

Meu antes e depois do emagrecimento